O que você carrega na bagagem

Essa vaga, serve mesmo para você?
2 de julho de 2021
Como você têm feito suas escolhas
4 de novembro de 2021

Já percebeu, que sempre fazemos uma viagem, cabe de um tudo na mala.

Pode ser uma viagem longa, ou aquelas mais curtinhas de dois ou três dias, ou ainda uma noite fora de casa.  

Chegar é fácil, cabe tudo na mala, na hora de ir embora … é sempre assim, fica um par de sapatos fora da mala, a toalha parece que dobra de tamanho e no fim levamos na mão um ou outra sacola a mais, com aquela comprinha do caminho e mais alguns itens que não couberam na mala.

Chegar é fácil..

Acontece que nunca levamos de volta apenas o que trouxemos, levamos histórias, aprendizados, lembranças. As vezes deixamos também. Fica para trás um pouco de nós.

Nossa bagagem de viagem, se parece muito com uma música da Clarisse Falcão:

Se não fossem as minhas malas cheias de memórias, ou aquela história que faz mais de anos, não fossem os danos, não seria eu.

Nessa canção, Clarisse ressalta o quanto suas experiências foram importantes na construção de quem ela é hoje.

E na sua construção, o que têm?

Carregamos conosco todos os dias uma bagagem, mesmo que não estejamos em viagem, ainda assim carregamos, são as chamadas bagagens emocionais. E todos temos essa bagagem, vamos  fazendo nossas malas desde a infância, vamos acumulando sentimentos, acontecimentos, alguns bons outros nem tanto, mas todos eles compõem essa nossa bagagem.

De tempos em tempos é importante abrir as malas e dar uma verificada no que tem dentro, pois corremos o risco de carregar um peso desnecessário.

Sentimentos de culpa, mágoas, perdas, traumas ocupam muito espaço, deixando o caminho mais penoso, difícil.

Mas não se engane,  não pense que  é simples, só abrir a bagagem e sair removendo tudo o que está lá dentro, é preciso também ser seletivo, afinal ela é composta pela sua história, nem tudo pode ser dispensado assim, as bagagens também podem ser positivas, são experiências, aprendizados e recordações, você não vai querer se livrar do que te fez bem, vai? E como  eu alivio o peso de uma bagagem pesada demais? Bem … pedindo ajuda pode ser um caminho. Falando, contando, se abrindo, dividindo… Experimente compartilhar o peso, de uma bagagem pesada demais.

Ana Paula
Ana Paula
Gosta de gente, de ouvir e de falar. Ama um áudio longo, café e chá. Tereré também, anota aí na lista, e mais um tanto de outras coisas que até Deus dúvida.. Há, é psicóloga também, pode indicar. E caso precise, pode com a Ana contar ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *